Governando: Contribuição aos estudos do futuro de Santa Catarina, Editora Insular

R$39,00

Governando: Contribuição aos estudos do futuro de Santa Catarina
[15 X 21cm]

Governando: Contribuição aos estudos do futuro de Santa Catarina
Autores: Alcides Abreu, Nelson de Abreu e Marco Aurélio Abreu

ISBN: 978857474562-6

Páginas: 200

Peso: 360g

Ano:2011

Qualquer porto acima de Antofagasta (Chile) é um chamamento às serrarias asiáticas à exploração das Amazonas. Uma estrada de ferro São Francisco do Sul – Porto União – Herval d’Oeste – Concórdia – Maravilha – São Miguel d’Oeste – Corrientes é um convite ao mundo às oportunidades da Bacia do Rio da Prata.

O crescente aumento da demanda de energia por parte das populações e economias maiores pode levar ao questionamento quanto a disponibilidade, confiabilidade e custo dos suprimentos de energia. Tal situação aumentaria a tensão entre os países que competem por recursos limitados, especialmente se acompanhado por maior turbulência política no Oriente Médio e uma perda geral de confiança na capacidade do mercado de satisfazer maiores demandas. Empresas nacionais poderiam controlar a parte do leão dos recursos mundiais de hidrocarbonetos, levando a uma intromissão ainda maior do Estado nas transações de energia e a preocupações geopolíticas.
A percepção da escassez de energia levará países a tomarem medidas para assegurar seu acesso futuro às fontes de energia. No pior dos casos, isso poderá causar conflitos entre países, se os líderes políticos considerarem a garantia do acesso às fontes de energia essencial para a manutenção da estabilidade doméstica e à sobrevivência de seus regimes. Não obstante, mesmo as ações que não levarem à guerra terão importantes implicações geopolíticas na medida em que países adotarem estratégias para barrar a possibilidade de que as fontes existentes de energia não supram a crescente demanda. As considerações sobre segurança energética já estão levando países como a China e a Índia a comprar cotas de igualdade em campos de petróleo, e as concorrências estão cada vez mais sendo apoiadas por capacidades militares, aumentando o potencial de maiores tensões e até mesmo de conflito. Países com deficiência energética podem tornar a transferência de armas e tecnologias sensíveis e forjarem alianças políticas e militares para estabelecer relacionamentos estratégicos com países produtores de energia. (Do Relatório da CIA)

Água, alimentos e mudança climática

Os especialistas consideram que atualmente há 21 países, cuja população somada é de cerca de 600 milhões de pessoas, com escassez de terra agricultável ou água doce. Devido ao crescimento contínuo da população, projeta-se que 36 países, que somarão 1,4 bilhões de pessoas, estarão nessa categoria em 2025. Entre esses novos incluídos estarão Burundi, a Colômbia, Etiópia, Eritreia, Malawi, Paquistão e Síria. A falta de acesso a fontes estáveis de água já está alcançando proporções sem precedentes em muitas partes do mundo e deve piorar ainda mais devido à rápida urbanização e crescimento populacional. A demanda por água para agricultura e geração de energia hidrelétrica também irá aumentar. Nos países em desenvolvimento, a agricultura consome hoje mais de 70% da água do mundo. A construção de usinas hidrelétricas em grandes rios pode melhorar o controle das cheias, mas também pode prejudicar usuários que esperam obter água rio abaixo. (Do Relatório da CIA)

Sumário

Santa Catarina, mais que tudo, tem precisão urgente de crédito

O retorno do Sistema Financeiro BESC: uma solução criativa, inovadora, desafiante

1. Dez princípios revolucionários aplicáveis ao Estado de Santa Catarina
2. Estado de Direito: essência e circunstância
3. Diálogo Interinstitucional para o desenho e a construção da Santa Catarina 2020
4. A Construção de Direitos na Era Digital
5. Cuidando da Terra. Uma estratégia para vida sustentável
6. Santa Catarina Reconstrução e Desenvolvimento para até 2020 – Projeto Político e de Poder
7. Mesorregião da Grande Fronteira do MERCOSUL
8. A loucura dos juros altos
9. Brasil, 7ª maior economia do planeta
10. BC gasta 27 bilhões para manter reservas
11. Para não se dizer que não se fala de árabes

Comentários
Categorias
Administração (29)
Administração Universitária (11)
Agronomia (7)
América Latina (50)
Anarquismo (8)
Antropologia (14)
Automotivação (27)
Avaliação Universitária (16)
Biblioteconomia / Ciência da Informação (5)
Biografia (73)
Biologia (5)
Ciências Sociais-> (80)
Cinema (3)
Coleção Debate Social (3)
Coleção Jornalismo Audiovisual (7)
Coleção Jornalismo e Acontecimento (4)
Coleção Jung sai pra rua (2)
Coleção Linguística (5)
Coleção Pátria Grande (8)
Coleção Pedrinho (3)
Coleção Pensadores da Pátria Grande (4)
Coleção Segurança Pública (5)
Comunicação / Jornalismo (185)
Contestado (12)
Contos (26)
Crônica (29)
Cultura (8)
Desenvolvimento Regional (4)
Direito-> (71)
Ecologia / Meio Ambiente (32)
Economia (27)
Educação (96)
Enfermagem (3)
Engenharia / Arquitetura-> (22)
Espiritualismo (15)
Esporte (10)
Estudos Culturais (13)
Estudos em Jornalismo e Mídia (9)
Ficção Cientifíca (6)
Filosofia (9)
Florianópolis / Santa Catarina (63)
Futebol (8)
Geografia (26)
Gerenciamento (3)
História (147)
Humor (3)
Infantojuvenil (11)
Jornalismo (12)
Jornalismo/crônicas (3)
Linguística (36)
Literatura (121)
Matemática (3)
Neurolinguística (1)
Nutrição (6)
Permacultura (1)
Poesia (64)
Política (51)
Psicologia (13)
Radiotividade (2)
Relações Internacionais (12)
Religiosidades (16)
Romance (36)
Saúde (23)
Segunda Guerra Mundial (6)
Segurança Pública (11)
Série Comunicação Audiovisual (2)
Série Construindo a Tradução (2)
Série Estudos Culturais (7)
Série Estudos de Língua de Sinais (3)
Série Jornalismo a Rigor (13)
Série Jornalismo e Sociedade (6)
Série Jovens Pesquisadores (1)
Série Mundos Paralelos (2)
Série Palavra de Mulher (4)
Série Tecnologia Social (6)
Serviço Social (4)
Sociologia-> (38)
Tecnologia Social (3)
Teoria da Decisão (1)
Transporte (8)
Urbanismo (6)
VESTIBULAR-> (5)
Pesquisa rápida
 
Utilize palavras chave para pesquisar livros.
Pesquisa avançada
Compartilhar o livro