Perspectivas pedagógicas do ensino religioso: formação inicial para um profissional do Ensino Religioso, Editora Insular

R$36,00

Perspectivas pedagógicas do ensino religioso: formação inicial para um profissional do Ensino Religioso
[15 X 21 cm]

Perspectivas pedagógicas do ensino religioso: formação inicial para um profissional do Ensino Religioso
Autores: Edile Maria Fracaro Rodrigues, Sérgio Rogério Azevedo Junqueira e Lourival José Martins Filho

ISBN: 978-85-7474-853-5
Páginas: 144
Peso: 160g
Ano: 2015

O livro está composto por duas partes, uma de contextualização das relações entre Educação, Formação Docente e Ensino Religioso e outra sobre Escolarização e Ensino Religioso sistematizado a partir da compreensão do currículo escolar. Por sua vez, a abordagem abrange cinco unidades básicas: Educação e Formação do Professor; Ensino Religioso: Identidade e Formação; Ensino Religioso e os Processos de Aprendizagem; Ensino Religioso no Currículo Escolar e Currículo e Avaliação no Ensino Religioso.

Sumário

Apresentação
Joana Paulin Romanowski
Introdução

1 Educação e a formação do professor
Educação – um espaço formador
Formação de professores
A formação de professores no cenário brasileiro

A formação docente na legislação brasileira
A identidade do professor
Os saberes do(a) professor(a)

2 Ensino religioso: uma história para a formação
O processo formador para a docência do Ensino Religioso
A formação de professores de Ensino Religioso no contexto brasileiro
GPER e a pesquisa de Ensino Religioso no Brasil
A virtualidade na formação de professores

3 Processos de aprendizagem
Aprendizagem significativa
Aprendizagem colaborativa
Aprendizagem religiosa

4 Um componente curricular complexo?
A construção da identidade do Ensino Religioso
O Ensino Religioso numa perspectiva cultural
Educação intercultural
O Ensino Religioso como espaço promotor da interculturalidade: será possível?

Aprendendo na presença do outro

5 Currículo e Avaliação no Ensino Religioso
Currículo
Identidade e compreensão de currículo
A organização do currículo para a formação docente em Ciência da Religião
Um currículo para a formação humana

Avaliação
Integrando a avaliação
Considerações finais

Apresentação

Ao apresentar este livro, um primeiro ponto a destacar refere-se à sua origem: uma longa trajetória de pesquisa, estudo e experiência de seus autores em ensino e formação de professores. São anos de garimpo explicitando o objeto e campo do Ensino Religioso com levantamentos e estudos sistemáticos do estado do conhecimento, bem como a problematização e preocupação com as políticas para o sistema de ensino. A participação na definição de propostas de regulamentação, cursos, no desenvolvimento de práticas de ensino e na formação dos professores tem sido intensa, significativa contribuindo de modo ímpar para a defesa de uma formação humana, cultural e religiosa plural.

Além da permanente pesquisa, estudo e investigação, realizam cursos de formação para professores e orientam novos investigadores, produzem conhecimentos e materiais, enfim fornecem subsídios para a expansão, organização e aprofundamento do Ensino Religioso, no Brasil, na América Latina e em outros continentes.

Esse grupo mantém a comunicação permanente dessas investigações e práticas na página do GPER – Grupo Pesquisa Educação e Religião, que completa 15 anos. A página contém e disponibiliza resultados da dedicação constante e atenta, uma base de dados sobre livros, legislação, teses e dissertações para o acesso irrestrito da comunidade científica e escolar e demais interessados na área. Há esforço, compromisso, investigação, trabalho e luta para que o Ensino Religioso como área do conhecimento humano, científico e social, se constitua disciplina escolar para contribuir com a educação, formação e humanização das crianças e jovens. Testemunho e acompanho este trabalho há mais de uma década, assim prefaciar este livro foi um convite honroso e irrecusável.

O livro está composto por duas partes, uma de contextualização das relações entre Educação, Formação Docente e Ensino Religioso e outra sobre Escolarização e Ensino Religioso sistematizado a partir da compreensão do currículo escolar. Por sua vez, a abordagem abrange cinco unidades básicas: Educação e Formação do Professor; Ensino Religioso: Identidade e Formação; Ensino Religioso e os Processos de Aprendizagem; Ensino Religioso no Currículo Escolar e Currículo e Avaliação no Ensino Religioso.

As unidades de abordagem estabelecem diálogo com o contexto e social, cultural e educacional, expresso nas políticas educacionais, diretrizes curriculares e práticas educativas, pois os autores compreendem que é a escola o espaço de encontro e interação de professores, estudantes e conhecimento. A escola como espaço de promoção da formação para a cidadania, para o trabalho e para o desenvolvimento das pessoas como cidadãos.

A escola é determinada pelo conjunto de relações sociais que a circunstanciam historicamente, organizada em normas regulatórias das leis, dos planos de governo e de Estado, bem como pela cultura. Esse conjunto constitui o cotidiano, espaço, tempo, movimento, em que professores e alunos, convivem, planejam, realizam e avaliam o ensino e a aprendizagem, em interação com a comunidade local e a sociedade universal.

Entendem os autores que as atividades escolares intencionalmente planejadas possibilitam aos estudantes realizarem a aprendizagem que concretiza o trabalho docente. Neste sentido, o currículo entendido na perspectiva da pluralidade cultural em o Ensino Religioso se insere como disciplina de expressão e compreensão da cultura.

Não se trata de direcionar os sujeitos, mas de ampliar, enraizar, edificar, plantar questionamentos e compreensões em forma de aprendizagem ativa, relacional, colaborativa, para a vida, em que fé, esperança e liberdade são fundamentais na experiência humana.

É importante destacar que para a realização do trabalho docente o professor carece de uma formação inicial sólida que se articula com o desenvolvimento profissional realizado ao longo da carreira docente.

Esse desenvolvimento profissional integra teoria e prática, conhecimentos e saberes, ações de individualização e de coletividade em favor da promoção da aprendizagem dos alunos.

A identidade do professor é marcada pela promoção da humanização por meio do conhecimento, um conhecimento alargado, fundamentado, em movimento do cotidiano ao universal, do universal ao cotidiano, da ciência ao humano, do humano à ciência, da reflexão ao fazer, do fazer à reflexão, do concreto ao transcendental e 11 do transcendental à materialidade, acolhe o contraditório, aceita limites, fronteiras e contornos, mas assume a totalidade e pressupõe a plenitude.

A identidade docente pactua com o outro na busca de sua transformação, vibra com as conquistas e apoia nas dificuldades. Em específico, a identidade do professor do Ensino Religioso, como indicam os autores, implica em abraçar a formação cidadã do ser humano, promovendo o diálogo intercultural e inter-religioso para que seja garantido o respeito à identidade e à alteridade.

Na escola, o Ensino Religioso objetiva produzir conhecimentos sobre a dimensão social na perspectiva das necessidades da sociedade brasileira. Como campo cognitivo implica em ser científico, político, estético, religioso.

Reforçam os autores que o desafio é promover o diálogo dessas dimensões para a construção de um saber emancipatório, uma educação que considere a comunicação e a subjetividade, as reflexões, ações, observações, impressões, sentimentos e igualmente a fé.

Deste princípio dialógico decorre o da liberdade religiosa a ser garantida pelo Estado, por ser laico. Portanto, como indicam os autores na história da constituição do Estado Brasileiro, os debates em torno do Ensino Religioso no Brasil são acirrados e polêmicos, travados no espaço social e político sobre a inclusão ou exclusão deste conteúdo de formação, como disciplina escolar pública.

Situam os autores a formação de professores e o Ensino Religioso desde os primórdios da educação no Brasil.

Enfatizam, a partir da década de 1960, o movimento de diferentes manifestações religiosas e da sociedade civil organizada, que demanda debates retomando a questão da liberdade religiosa.

Do mesmo modo, que o debate em torno do ensino descurou da formação do professor para o Ensino Religioso, torna-se necessária uma formação em cursos específicos de natureza científica, reconhecendo a área como uma área de conhecimento, superando a perspectiva da catequética. Essa nova perspectiva, o substitutivo de lei foi promulgado em 22 de julho de 1997, ressaltando aspectos como o veto ao proselitismo e a definição do conteúdo e do professor aos sistemas de ensino.

Sobre essa questão o texto do livro é esclarecedor ao apontar os limites do campo como a falta de clareza conceitual sobre religião, credo, instituição religiosa, fé, crença, mito, rito, ritualização, religiosidade, espiritualidade, devoção popular, transcendente, sagrado, divino, secularização, teologia...

Essa questão é muito mais do que a existência de curso, e sim a compreensão do Ensino Religioso, como adverte o texto sobre a incompreensão entre o que é evangelização, pastoral e educação: o Ensino Religioso está no âmbito da educação, portanto é uma área de conhecimento que faz parte da formação educacional do aluno, em nada se diferindo das outras áreas de conhecimento, nem para melhor nem para pior.

Nesse sentido, este livro contribui para a compreensão de que desde os primórdios as religiões orientaram os homens no seu processo civilizatório, criando as estruturas que propiciariam a vida em grupo como as interdições, os tabus, os mitos e leis, com o objetivo de situar o indivíduo nas suas relações, consegue mesmo, com o transcendente e com seu semelhante. Contribui também para desmistificar a situação da identidade, desenvolvimento e carreira dos professores que atuam na disciplina de Ensino Religioso. Esses profissionais, muitas vezes são colocados sem reconhecimento e acesso aos direitos legais trabalhistas, sem reconhecimento do coletivo da categoria.

Há um campo a conquistar na direção e valorização no espaço escolar e social dos professores de Ensino Religioso. Assim, o estudo do fenômeno religioso num Estado laico, a partir de pressupostos científicos, visa à formação de cidadãos críticos e responsáveis, capazes de discernir a dinâmica dos fenômenos religiosos, que perpassam a vida em âmbito pessoal, local e mundial. O Ensino Religioso soma-se ao esforço e lutas da escola e da sociedade de que a educação ancore o processo de humanização e transformação social, para a plenitude da vida cidadã, justa e igualitária.

É nesse conjunto de perspectivas e desafios que este livro se coloca como um convite à sua leitura. Finalizo este prefácio com agradecimentos pelo privilégio de tê-lo escrito, pela alegria do convite, pela partilha das proposições e práticas cotidianas de conivência ao longo da jornada de pesquisa e desenvolvimento profissional. Expresso o acolhimento de elaborar este escrito de modo simples, mas em plenitude: Muito obrigada!

Joana Paulin Romanowski


Comentários

Clientes que compraram este livro também adquiriram
ENSINO RELIGIOSO NO BRASIL
ENSINO RELIGIOSO NO BRASIL
Categorias
Administração (29)
Administração Universitária (11)
Agronomia (7)
América Latina (48)
Anarquismo (8)
Antropologia (14)
Automotivação (27)
Avaliação Universitária (16)
Biblioteconomia / Ciência da Informação (5)
Biografia (70)
Biologia (5)
Ciências Sociais-> (76)
Cinema (2)
Coleção Debate Social (2)
Coleção Jornalismo Audiovisual (7)
Coleção Jornalismo e Acontecimento (4)
Coleção Jung sai pra rua (2)
Coleção Linguística (5)
Coleção Pátria Grande (7)
Coleção Pedrinho (3)
Coleção Pensadores da Pátria Grande (4)
Coleção Segurança Pública (4)
Comunicação / Jornalismo (180)
Contestado (12)
Contos (26)
Crônica (29)
Cultura (5)
Desenvolvimento Regional (4)
Direito-> (67)
Ecologia / Meio Ambiente (32)
Economia (26)
Educação (93)
Enfermagem (3)
Engenharia / Arquitetura-> (16)
Espiritualismo (15)
Esporte (10)
Estudos Culturais (12)
Estudos em Jornalismo e Mídia (9)
Ficção Cientifíca (6)
Filosofia (9)
Florianópolis / Santa Catarina (63)
Futebol (8)
Geografia (26)
Gerenciamento (3)
História (145)
Humor (3)
Infantojuvenil (11)
Jornalismo (12)
Jornalismo/crônicas (3)
Linguística (35)
Literatura (120)
Matemática (3)
Neurolinguística (1)
Nutrição (6)
Permacultura (1)
Poesia (60)
Política (48)
Psicologia (11)
Radiotividade (2)
Relações Internacionais (12)
Religiosidades (16)
Romance (36)
Saúde (23)
Segunda Guerra Mundial (6)
Segurança Pública (10)
Série Comunicação Audiovisual (2)
Série Construindo a Tradução (2)
Série Estudos Culturais (6)
Série Estudos de Língua de Sinais (3)
Série Jornalismo a Rigor (13)
Série Jornalismo e Sociedade (5)
Série Jovens Pesquisadores (1)
Série Mundos Paralelos (2)
Série Tecnologia Social (6)
Serviço Social (4)
Sociologia-> (37)
Tecnologia Social (3)
Teoria da Decisão (1)
Transporte (4)
Urbanismo (5)
VESTIBULAR-> (7)
Pesquisa rápida
 
Utilize palavras chave para pesquisar livros.
Pesquisa avançada
Compartilhar o livro